quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

PROJECTAR NO ENTRONCAMENTO

O Entroncamento vai acolher uma sessão muito especial da actividade PROJECTAR: especial por ser a 50.ª - um número redondo -, especial por ligar o tema do documentário ao local onde vai decorrer, sobre o arquitecto Cottinelli Telmo no Museu Nacional Ferroviário que está instalado em edifício originalmente concebido por ele, e especial por, em parceria com o Museu, decorrer no interior de uma carruagem auditório.
Ingredientes para torná-la uma sessão muito especial, sem dúvida, no próximo dia 9 de Fevereiro, pelas 19h00.




Mais informações em breve.

HÁ DEZ ANOS - IAP XX EM ABRANTES









No dia 19 de Janeiro de 2007, inaugurou em Abrantes, na Biblioteca Municipal António Botto, a exposição itinerante IAPXX Inquérito à Arquitectura do Século XX em Portugal, promovida pela Ordem dos Arquitectos, e que o Núcleo do Médio Tejo, em parceria com o Município de Abrantes, diligenciou trazer à região.
Clicar na imagem para ver mais
No mesmo dia, após a inauguração da exposição, realizou-se a conferência A Arquitectura do Século XX em Portugal, que contou com as intervenções do Dr. Francisco Lopes, bibliotecário, do Arq.º João Afonso, em representação da Ordem dos Arquitectos, do Arq.º José Silva Carvalho, enquanto co-coordenador da equipa de Lisboa e Vale do Tejo do IAPXX, e com a moderação do Arq.º Rui Serrano.
Entre a assistência, assinala-se a participação dos Arq.os Duarte Castel-Branco e Bernardino Ramalhete.
Clicar na imagem para ver mais
A exposição esteve patente ao público até ao dia 15 de Fevereiro do mesmo ano, dia em que se realizou outra conferência, que aqui virá a ser lembrada em breve.
Clicar na imagem para ver mais
O IAPXX - Inquérito à Arquitectura do Século XX em Portugal - foi lançado pela Ordem dos Arquitectos em 2003 com o objectivo de registar, em base de dados digital, um levantamento do património arquitectónico construído em Portugal durante o século XX, tornando-o acessível de todos. Financiado pelo Interreg III SUDOE, foi inspirado no Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa realizado entre 1955 e 1961. Este levantamento procura criar mecanismos que permitam conhecer de modo informado e sustentado a nossa arquitectura com a finalidade de, por um lado, ajudar a traçar estratégias de salvaguarda dessa memória mais recente e, por outro, conduzir ao aprofundamento do significado da nossa cultura arquitectónica actual. Sendo um projecto desenvolvido à escala do território nacional, o IAPXX assentou em critérios de representatividade cronológica, estilística, regional ou tipológica, sem ignorar alguma valoração da "qualidade arquitectónica".